O baterista de todas as bandas

Duda Lazarini 2Você pode até não reconhecer o nome, ou o rabinho de cavalo já branco cruzando seu caminho durante uma balada da cidade. Mas é certo que já ouviu e dançou muito ao som das baquetas de Duda Lazarini, que está completando 30 anos de carreira. Balaco, Pó de Café, Dr. Ostrócio e A Selva são alguns dos projetos que estão sob sua batuta.

Natural de Barretos, Duda está em Ribeirão Preto desde 1986 e já tocou em praticamente todos os lugares possíveis da cidade. E com um currículo que abrange Guilherme Arantes, Sambô e a cantora italiana Barbara Casini, ele comemora três décadas dedicadas à música nesta quarta-feira (12/03), com um show de releituras do jazz e da música brasileira. Entre as participações especiais, estarão Murilo Barbosa (piano), Rubinho Antunes (trompete), Bruno Barbosa (contrabaixo), Marcelo Toledo (saxofone), Mauro Zacharias (trombone), Leandro Cunha (teclados) e Vanderlei Henrique (saxofone).

Confira a entrevista que ele concedeu ao Varal Diverso.

Nos anos 1980, você encontrou boas oportunidades em Ribeirão como músico?
Sim. Me mudei pra poder justamente trabalhar como músico e, nesta época, Ribeirão tinha uma noite muito promissora. Eu trabalhava em casas noturnas tocando de segunda a segunda.

Duda Lazarini e Mauro Zacharias, em 1991, na Fascinação

Duda Lazarini e o trombonista Mauro Zacharias, em 1991, na Fascinação Banda Show

Como foi que tudo começou?
Toco desde meus 16 anos, profissionalmente, mas meu primeiro trabalho importante foi com a Fascinação Banda Show, de Taquaritinga, e eu entrei lá com 24 anos.

Quais foram os momentos mais importantes e que te consolidaram como baterista?
Acredito que todos projetos que participei foram muito importante para minha formação, mas posso destacar o período de 7 anos que fiquei na Fascinação (1989 até 1996), e de 1998 até 2001, quando acompanhei Guilherme Arantes por todo o país e gravei o disco Aprendiz com ele.

Como tem sido suas experiências no exterior? Você nota alguma diferença entre a recepção do público brasileiro e do público internacional?
Toquei na Itália com o musico clarinetista Gabriele Mirabasi e com a cantora Barbara Cassini, além de ter participado, em Bogotá (Colômbia), do Festival Internacional da Canção Infantil Caribenha com o músico Márcio Coelho. Lá, também dei palestras sobre ritmos brasileiros. Em se tratando de exterior, sim, nossa música é muito respeitada e o público é extremamente diferente. As pessoas são muito mais receptivas ao que tocamos e nos tratam como verdadeiros artistas.

Duda Lazarini 3

Como apaixonado pela música instrumental, quais são suas grandes influências?
A música instrumental sempre foi muito importante, pois como músico encontrei a melhor forma e liberdade de expressão com ela. Entre minhas principais influências estão Miles Davis, Astor Piazzola, John Coltrane, Art Blakey, Max Roach, Banda Black Rio, Chick Corea e Bill Evans.

Duda Lazarini 1Nunca pensou em viver na capital por conta do mercado de trabalho?
Com 4 filhos pra criar, optei por morar em Ribeirão pela qualidade de vida. Morei um ano em Sampa, mas não deu para levá-los, então tive que ficar por aqui mesmo.

E o que podemos esperar do show de quarta-feira?
Nesse show faço exatamente o que sempre fiz. Armei um repertório para o público que acredito ser o ideal, com apenas uma música minha. Escolhi músicas de alguns amigos que ainda não foram gravadas, além de um arranjo especialmente feito para bateria da música “Conversa de botequim”, de Noel Rosa e Vadico.

Duda Lazarini Leandro Cunha Lisboa

Duda Lazarini e o tecladista Leandro Cunha, em Lisboa (Portugal)

SERVIÇO
Duda Lazarini: 30 anos
12/03 (quarta), às 20h30
R$ 2 (comerciário) / R$ 5 (meia) / R$ 10

Auditório do Sesc Ribeirão Preto
Rua Tibiriçá, 50 (Centro)
Informações: 3977-4477

Texto: Francine Micheli
Edição: Paulo Gallo
Fotos: Arquivo Pessoal/Divulgação

Balaco relembra Tim Maia no Teatro de Arena

A turma de músicos da Banda Balaco sabe agradar o público. Mais do que isso, é difícil resistir ao swing do grupo ribeirão-pretano que homenageia a fina flor do samba-rock. São eles os responsáveis por comandar um show em homenagem a Tim Maia, nome que sempre marcou o repertório da banda, e que promete ser um grande tributo a um dos maiores compositores brasileiros.

Balaco Tim MaiaMarcado para o próximo domingo (9/3), às 18h, no Teatro de Arena, o show terá a participação de artistas da cidade, entre eles as cantoras Fernanda Marx e Alessandra Freire, Zé Chavala e dj Kcond. No repertório, os maiores sucessos do síndico, entre os quais podemos citar, “Não quero dinheiro, só quero amar”, “Vale tudo”, “Gostava tanto de você”, quem sabe até canções da fase “Racional”, entre outras canções que Tim compôs em parceria com músicos como Jorge Ben Jor, por exemplo.

Um show imperdível e mais uma oportunidade de conhecer e desfrutar da paisagem do Teatro de Arena, que reabriu suas portas no começo de fevereiro, depois de estar fechado por quase 2 anos, devido à reformas. Anote aí:

Banda Balaco: Especial “Tim Maia”
9/3 (domingo), às 18h
R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira)
Teatro de Arena “Jaime Zeyger”
Praça Alto do São Bento, s/n (Jardim Mosteiro)

Os ingressos estão à venda na loja Armação Surf Shop (esquina das ruas São Sebastião e Visconde de Inhaúma, no Centro). Informações: (16) 3902-3105.

Texto: Analídia Ferri
Edição: Paulo Gallo
Fotos: Divulgação

Programação de janeiro do Sesc Ribeirão Preto

Varal Diverso separou alguns dos destaques da programação de janeiro do Sesc Ribeirão Preto.

Foto: DivulgaçãoJoão da Gaita (09/01, quinta-feira – Galpão de Eventos)
O gaitista, cantor e compositor João da Gaita apresenta seu repertório autoral que mistura blues, samba e outros estilos musicais. Além de lançar o clipe da música “It Just Depends On You”, o show também servirá para a gravação de seu primeiro DVD, que será disponibilizado virtualmente. João da Gaita sobe ao palco acompanhado por Beto Leoneti (teclados), Gabriel Molina (guitarra), Beto Braz (baixo) e Alcimar Santos (bateria), além de Gabriela Francheck e Fernanda Marx, nos backings vocals. Este será um dos últimos shows de João no Brasil: no próximo dia 19, o músico embarca para os Estados Unidos, para dar início à sua carreira internacional.

Verônica Ferriani (15/01, quarta-feira – Auditório)
A cantora e compositora Verônica Ferriani retorna à Ribeirão Preto para apresentar o álbum Porque a boca fala aquilo do que o coração tá cheio, seu segundo disco solo, lançado no final de 2013. Quer saber mais sobre este trabalho? O Varal Diverso entrevistou a cantora em outubro, confira!

Banda Balaco (16/01, quinta-feira – Galpão de Eventos)
Em busca do baile perfeito, a Banda Balaco convida para a festa “Tim Maia & Jorge Ben Jor”, uma noite especial em homenagem à carreira dos reis do groove nacional. No show, a banda põe todo mundo para dançar em uma viagem musical que passa pelas diversas fases dos artistas.

Zé Vito (22/01, quarta-feira – Auditório)
O ribeirão-pretano Zé Vito lança seu primeiro disco, Diplomático, com produção assinada por Bruno Giorgi e Pedro Costa. Victor Gottardi começou a compor em 2006 e logo montou sua primeira banda, o Sobrado 112, com quem lançou três discos. Compositor, cantor e guitarrista, o músico também faz parte da big band carioca Abayomy Afrobeat Orquestra, além de acompanhar o compositor Jards Macalé.

Foto: Divulgação

DJ Tudo e Sua Gente de Todo Lugar (23/01, quinta-feira – Galpão de Eventos)
Foto: Paulo PereiraShow de lançamento do novo disco do músico e pesquisador Alfredo Bello, o DJ Tudo, que propõe neste trabalho uma celebração do universo multicultural das tradições brasileiras. Pancada Motor – Manifesto da Festa é formado por canções fortemente influenciadas pelas manifestações populares alagoanas, como o baianá, samba de matuto e caboclinha, além da presença de elementos do maracatu rural de Pernambuco. Todos esses timbres brasileiros são misturados entre si e com tantos outros da música mundial, gerando uma estética que combina o tradicional e o contemporâneo, em uma obra que, nas palavras de Alfredo, resulta em um “disco de dança, transe e sonho”.

Foto: Varal Diverso

Tulipa Ruiz no Sesc Ribeirão Preto, lançando o disco Êfemera, em 2011. Foto: Varal Diverso

Tulipa Ruiz (30/01, quinta-feira – Galpão de Eventos)
Após quase três anos desde o primeiro show em Ribeirão Preto, a cantora Tulipa Ruiz retorna ao Sesc para apresentar as músicas de seu mais recente trabalho, o disco Tudo Tanto (2012), que conta com participações de Lulu Santos, Criolo e São Paulo Underground, entre outros. A cantora e compositora, que já conquistou diversos prêmios, como o APCA e Multishow, sobe ao palco acompanhada pelo pai Luiz Chagas (guitarrista da Isca de Polícia, banda que acompanhou Itamar Assumpção), Gustavo Ruiz (irmão, guitarrista e produtor), Caio Lopes (bateria) e Marcio Arantes (baixo).

Foto: DivulgaçãoFabiana Cozza & Os Etanóis (31/01, sexta-feira – Auditório)
O grupo ribeirão-pretano Os Etanóis convida a cantora Fabiana Cozza para fazer uma homenagem ao cantor e compositor Délcio Carvalho, que faleceu no fim de 2013. Ótima oportunidade para o público relembrar os sucessos do sambista, como “Sonho meu”, “Acreditar” e “Alvorecer”, e também para conhecer sua trajetória artística, como a grande parceria com Dona Ivone Lara e de outros compositores como Nei Lopes, Elton Medeiros, Noca da Portela, Zé Keti, Wilson das Neves, Mario Lago Filho, entre outros.

Os ingressos para os shows no Galpão de Eventos e no Auditório custam R$ 10 (inteira); R$ 5 (estudantes e usuários matriculados) e R$ 2 (comerciários). O Sesc fica na rua Tibiriçá, 50 (Centro). Mais informações pelo telefone: 3977-4477. Aproveite e curta a página do Sesc no Facebook e fique por dentro das promoções que rolam por lá!

Confira a programação completa: